30 de nov de 2008

Ironia anônima - O jeitinho brasileiro

É, minha gente. Fim de semana, churrascão na laje, aquela carninha de segunda saindo no capricho, a cervejinha gelada servida no copo de requeijão (que é bem mais shick que copo descartável ou de extrato de tomate), a parentada, vizinhança e entrosados reunidos pra curtir o pagodinho (e aproveitar a BL, claro), e aquele ente que não poderia faltar jamais: a famosa Tek-pix digital, registradora dos momentos de descontração como este, únicos na memória saudosista de qualquer representante da massa insolvente brasileira.

A patroa veste seu biquíni comprado de 8x fixas naquela loja super fashion, tira o seu Cenoura e Bronze do armário do banheiro e prepara-se para mais uma foto que irá enfeitar um de seus álbuns do Orkut. Colegas, comentem lá, por favor!

Ela prova que o “jeitinho brasileiro” sempre tá presente nessmres momentos, e confirma o ditado que diz que pobre a classe baixa sabe mesmo se divertir. Pra quê ter uma piscina olímpica em casa? Um tanquinho/baldão[?] de prástico tá mais do que bom. Olha só a felicidade estampada no rosto da nossa ilustre homenageada:



E cada vez mais os criativos anônimos vão ganhando fama e visibilidade aqui no “Causa”...

By Mrs. Ironia (♀)



29 de nov de 2008

Pra sempre cinderela?


Ela tem piercing no nariz.

Ela sai com as amigas pra balada.

Ela usa gírias.

Ela usa roupas jovens e descoladas

Ela é bem moderna.

Mas Déls... ela é minha mãe!!!!!

Sim sim, querido leitor. Mamãe sofre daquele mal que de vez em sempre vemos por aí... o Prasemprecinderela.

Senhora... porque a senhora não faz como as outras senhoras e vai fazer um bolinho pra levar no almoço de domingo na casa do filhão? Hã hã?

Preconceito? Não! Este conceito já foi firmado por mim há muito tempo: As senhoras devem ser senhoras, e as meninas, meninas...

Nada de ficando pagando de moiçola saltitante por aí, mamãe, por favor...

Vá jogar bingo, cartas, cuidar de plantas, sair com as amigas quarentonas, ser uma boa representante da melhor idade enfim...

E por favor, mãe... nada de fazer aquela tatoo que a senhora pensa em se dar de natal...

Mamãe Ironia



By Mr. Ironia (♂)

28 de nov de 2008

Da Fama Alternativa

Inconformado por não ter participado da última edição do Ídolos?

Frustrado porque o seu vídeo não foi selecionado para o BBB 8 e ainda foi parar no Domingão do Faustão como um dos mais toscos?

Calma, querido amiguinho. O post de hoje é especialmente dedicado a todos que só querem money no bolso, saúde e sucesso, já lutaram incansavelmente para alcançar o caminho da fama, mas não estão, digamos, dentro dos padrões exigidos pelo maior jurado no mundo glamouroso das celebrities: a phyna mídia.
E, provando que no maior país da América Latina, não há somente espaço para funkeiras popozudas e atores pseudo-adolescentes que gravam uma temporada em “Malhação” e depois vão pra famosa geladeira da Rede Globo, o grupo musical formado pela família de obesos gordinhos do pescoço invertebrado, “Fat Family”, é exemplo de que a fama pode sim, chegar a todos, ainda que alternativamente. (E sem precisar de photoshop e afins).
Afinal, se a família peso-pesado não tivesse esse “grande” diferencial, seria apenas um grupo a mais, no meio de tantos que vêm surgindo no competitivo cenário musical do nosso Brasil Guaranil. Por isso, nada de emagrecer, Fat Family. Esqueçam dieta, nutricionista e padrões estéticos. Vejam vocês, tem coisa melhor do que aparecer na TV e ainda poder se empanturrar à vontade sem ter que se preocupar com os quilinhos a mais?
Jô Soares e João Gordo que o digam. O “beijo do gordo” não teria o mesmo sucesso se o dono daquela mãozinha rechonchuda resolvesse fazer uma cirurgia de redução de estômago. E João Gordo? Adorado por uns e odiado por outros, a sua avantajada forma física rendeu-lhe até nome artístico! (alguém por acaso sabe quem é João Francisco Benedan?). Não sei se foi por falta de criatividade da MTV, mas o ex-programa "Gordo a Go Go" também resolveu aproveitar o seu excesso de peso no título.
Por isso, queridos aspirantes desiludidos ao mundo shick da fama (e você aí da poltrona reclinável que se interessou por essa droga de post), querem uma prova cabal de que o sol sempre [re]nasce pra todos? Quando vocês sentirem falta de ver alguma atriz teen[?] do rostinho bonito e corpão malhado atuando na telinha, é só esperar mais alguns aninhos, que a jovem senhora estará incorporando o personagem de sua vida. Será a mãe da mais nova mocinha descoberta do rostinho bonito e corpão malhado. E o bom é que a escala ascendente não pára: sempre tem também um papel da vovó-gente boa precisando ser preenchido. Afinal, quem espera sempre alcança!
Queridos gordinhos, representantes da melhor-idade e todos que sempre acharam que nunca pisariam no tapete vermelho da fama: não torrem todo o seu suado 13º em Diet-Shake, Herbalife e a linha inteira de cremes da Renew. Lembrem-se: auto-estima é tudo na vida. Pensamento positivo, que aqui no Brasil, no final, todo mundo leva um pedaço da pizza. Nhami!
By Mrs. Ironia ()

27 de nov de 2008

Diga ovos!




É fato. A fotografia atingiu a massa popular brasileira.

Há cerca de 300.000.000 de anos [na verdade uns 10] atrás, ter uma máquina digital era privilégio de poucos indivíduos que podiam custear sua compra e esfregar na cara dos pobres mortais. Hoje, até seu sobrinho catarrento vai ganhar uma no natal...
É amiguinho, a tecnologia parece estar cada vez mais a serviço do sustento dos sonhos luxuosos [?] da classe liseira econômica do nosso Brazuca.

Comprada de 10x COM juros, no carnê daquela loja do cara sorridente, que até faz você esquecer que vai se tornar um devedor nos próximos 24 meses, a câmera digital [ de 6 megapixels, tá?] chega na mão do fotógrafo[?] amador, e daí pra frete a coitada não vê descanso...
Primeiro vem a enxurrada de auto-fotos, pagando uma de modelo da 5 de março e mandando ver nas poses super espontâneas.
Depois vem as fotos da parentada. Êta! É foto de batizada da criança, do aniversário da guria gorda da tia, os churrascos na lage, os almoços de domingo, e todo tipo de festejo que houver na face da terra, amém.
Logo em seguida é vez das fotos com os colegas, amigos e agregados, onde a criatividade [perdão por não ter uma palavra mais adequada] rola solta e os ânimos animados pelo CH3 CH2OH, são devidamente registrados.

E aí a câmera quebra; e vai pra gaveta, porque a garantia, pra variar, não cobre, e o conserto... "muito caro, só quando eu terminar de me quitar..."


ENCICLOPÉDIA FOTOGRÁFICA PÓS-MODERNA DA SOCIEDADE TECNO-URBANA-CULTURAL BRASILEIRA


Fotografia Casas-Bahia
Aquela em que se mostra mais os móveis descartáveis da casa, que o ser parado com a mão na cintura.
Identificação: fotos coadjuvantes com racks, guarda-roupas, sofás, cama, mesa e banho...

Fotografia-hierárquica
Se divide em duas vertentes:

Aquela em que se vê o retratado de cima pra baixo.
A arte de fotografar desta maneira, é a descoberta primordial dos gordinhos. Vide fotos de perfis de orkut. Ver também: Emos.

Aquela em que se é superior, e força o receptor da imagem a ver-te de baixo para cima.
Se você é gordo, é favor nunca experimentar tal técnica. Sua papada agradece.

Fotografia-torcicolo
Entortou a cabeça, sorriu, bateu a foto.


Fotografia Grão-de-bico
Faz biquinho, faz...

Fotografia Einstein
É a moda da língua de fora minha gente! [Ver alguns posts mais abaixo]


Fotografia Não é comigo
Não é comigo... cara de paisagem, olhando pro além, tira logo essa foto caramba!


Fotografia Cafezinho
Porque fazer xícara com a mão na cintura é tradição.


Fotografia Deixa eu ver
Porque tirar foto e não pedir pra ver é morte.

[...] Continua, em algum outro post...

By Mr. Ironia (♂)


26 de nov de 2008

OLHA A FACA!

“As muito feias que me perdoem, mas beleza é fundamental”. Quando o poetinha Vinícius profetizou esta ingênua frase, talvez não esperasse ele que a mesma viria a se tornar praticamente um mantra do século XXI.
Despertadora do desdém de muitas moçoilas que acreditam piamente que o seu quoeficiente de inteligência mudará o seu futuro, mas vivem fazendo novena pra Santo Expedito, pedindo pra ganharem na mega-sena acumulada e pagarem os tão sonhados 200 mililitros de silicone, a tal frase profético-poética vem sendo seguida bem à risca por algumas celebridades que têm o privilégio de possuírem alguns milhõezinhos na conta bancária.
É, e já que vem se falando tanto em darwinismo social, onde o mais apto sobrepõe-se ao mais fraco, é claro que essas figurinhas tão polêmicas, com toda a cultura que lhes é peculiar, sabem muito bem o que o cientista Charlito Darwin quis dizer, e procuram espalhar cada vez mais a sua teoria aos quatro cantos do mundo, deixando os pobres e lascados a classe baixa chupando o dedo.
E é por isso mesmo que não se pode dizer que papai do céu não foi bondoso com essas pessoinhas. Se dinheiro pra eles cai do céu, que se dane a natureza! É faca nela.
E aqui vai o nosso pódium dos melhores exemplos daqueles que mais quiseram aparecer. E conseguiram. Literalmente. (Pelo menos aqui no “Causa”). Lembrando a vocês que gosto é que nem... É, aquilo lá mesmo, cada qual tem o seu.

3º. Marilyn Manson


Um eterno inconformado com a natureza divina. Dizem as más línguas que o bonitinho do rock teria se submetido a um procedimento cirúrgico para retirar suas costelas e dar prazer a si mesmo. É, bem que dizem que os individualistas um dia conquistarão o mundo.
Não satisfeito, ainda declarou em uma entrevista: "Creio que seria ótimo ter duas bocas. Não tenho tempo para comer e falar. Duas bocas seriam muito úteis. É preciso duas bocas para beijar melhor." Calma, Marilyn. A ciência tá evoluindo pra isso.

2º. Jocelyn Wildenstein


Ela só queria reconquistar o ex-marido... Uma grande prova de que o amor é lindo. E cego também.

1º. Michael Jackson


E é claro, o ouro não poderia ser concedido a outra celebridade senão ele, o rei pop do bisturi. Paira ainda a enorme dúvida se a causa de suas 40 emplastificadas foi a eterna ira de sua ascendência afro ou, assim como os outros famosos, o simples inconformismo com a imagem refletida no espelho. Dúvida cruel...!

***

Mas também não é só de um rostinho bonito e um corpinho enxuto que vivem nossas corajosas celebridades. Provando que o Brasil também não fica pra trás no ranking, a aspirante a alguma coisa, Ângela Bismarchi, que também já enfrentou a faca mais de 40 vezes, vem mostrar ao Brasil o seu mais novo talento musical sertanejo. (Vale o mesmo lembrete do gosto pessoal de cada um. Se é que isso é possível).


E é disso que o nosso Brasil precisa, gente: pessoas corajosas, que não tenham medo de enfrentar a faca. (e nem a metralhadora, o trezoitão, a espingarda, a escopeta...)

By Mrs. Ironia ()

25 de nov de 2008

Ironia Negra


Era uma lata de sardinha. E se movia.
O ônibus à minha frente estava mais lotado que festa de 15 anos de pobre. Era incrível como ainda entrava gente naquela lotação [nunca uma palavra foi tão fiel ao seu significado], era um verdadeiro mix de suor, pisadas e reclamações. Era o D-504.

Sarah acordou cedo, realizou suas tarefas e se perfumou toda para sair para o serviço, do outro lado da cidade. Sarah foi ao ponto de sempre, pegou o ônibus de sempre, e se viu no aglomerado de sempre. O perfume há muito tinha se misturado com outros odores menos agradáveis ao olfato, a roupa passada estava mais amarrotada que capa de sofá de cabeleireira, a pasta em suas mãos era problema dela, os pirralhos sentados em boa parte dos bancos faziam algazarra, pareciam todos da mesma FEBEM escola. Sarah estava no D-504, seu companheiro matinal.

Guno estava inconformado. A noite havia sido uma peregrinação entre bares e calçadas. Aquele desenvergonhada não tinha o direito de ter feito isto com ele, não tinha.... Com o vizinho... Ah se ele fosse valente... mas só o era com uma coisa: a água que passarinho não bebe, a cachaça. E agora tinha que estar ali, naquele emprego ótimo, dirigindo aquele caminhão de detritos, e ainda tinha que balançar a cabeça para espantar aqueles dois ônibus que estavam mais à frente... dois ônibus exatamente iguais...

Todo mundo [ou]viu. O barulho foi tão grande, que pescadores ao longe o ouviram bem, segundo disseram num jornal sensacionalista depois. Sarah estava ouvindo sua música predileta, no MP3 ganho naquela promoção da rádio. Era um meio de escape, daquela situação de aperto que tanto detestava. Talvez por isso tenha visto tudo em câmera lenta, como num clipe. O caminhão saindo da faixa e vindo na contramão, a tentativa de desvio do motorista do ônibus D-504, o choque, a quebra da proteção da ponte, a queda livre, a batida na água, a mesma se embrenhando por entre braços, pernas e afins em desesperado movimento. Sarah não se moveu. O clipe estava acabando...

Dizem que as portas do ônibus não abriram de tão cheio que estava. Dizem que este afundou rapidamente, devido ao peso humano contido em seu interior. Dizem que encontraram uma jovem, com uma pasta na mão e fones nos ouvidos, com um sorriso esboçado no rosto sem vida.

Moral da história: Latas de sardinha não foram feitas para andar em pontes trafegadas por motoristas cornos e bêbados.

By Mr. Ironia (♂)



24 de nov de 2008

Exercício irônico-democrático


E lá se vai mais um ano de eleições. Há pouco mais de um mês, nós, cidadãos brasileiros capacitados ao voto universal, tivemos o privilégio de quebrar a cabeça para a escolha dos candidatos mais competentes em nossos municípios, presenciando cidades enfeitadas com bandeirolas, adesivos e muros pichados pintados com rostinhos inesquecíveis.
As insistentes campanhas de “Vota Brasil” demonstram que o nosso querido país nunca esteve em um momento político tão democrático. Do voto de cabresto ao sufrágio universal (vulgo voto popular, viu, colega?), hoje todos os cidadãos maiores de 18 aninhos têm o direito de se dirigir às suas seções eleitorais, enfrentar uma filinha básica e votar no candidato dos seus sonhos, sob pena de pagar uma pequenina multa que irá subsidiar os cofres públicos. É um direito do povo brasileiro, e as autoridades, claro, sabem o que é melhor pro povo. Sempre souberam.
“O futuro da sua cidade/Estado/país depende do seu voto”. Dá um orgulho danado ouvir isso, né? Sem falar naquela sensação de poder ao ouvir o candidato pedindo o nosso voto. Ele depende de nós pra ganhar, oras! Aí é quando se pode ver o jus que é feito à etimologia da palavrinha tão citada por nossos excelentíssimos representantes: democracia – governo do povo.
E sabem qual é a grande lógica da democracia? É quando você vai cobrar aqueeeeelas promessas ao seu candidato que foi eleito. E agora, já investido no cargo que o SEU voto lhe deu, eis a grande reflexão aristotélica: “PQP, eu que coloquei esse FDP no poder! Eu fui o responsável pelo futuro do meu país! E eu tenho culpa pelas cagadas que esse miserável vem fazendo!”. Quanta democracia o seu direito de votar lhe proporciona, né povo meu? E o melhor de tudo é que o seu querido escolhido pode lhe dizer exatamente isso: votou em mim porque quis. O voto é livre.
É, o voto de cabresto foi-se. Mas, vez por outra, os hipossuficientes ainda recebem umas cestinhas báaaaasicas em troca de uns míseros votinhos. Nada demais. Nada que comprometa a ordem pública, pelamordedeus! E quando o dito-cujo se elege, sabem o que ele faz? Faz muito mais do que distribuir comida às massas populares! Amplia, moderniza e embeleza as grandes avenidas da metrópole. Sabem, né? Aquelas que ficam beeeeem longe da realidade daqueles subúrbios que foram tão visitados. Foram...
Pois bem. Se você acha que nenhuma das celebridades políticas deveria vencer à custa de um insignificante voto seu, acha super humilhante ver um candidato tão renomado gastar o precioso tempo de suas viagens internacionais fazendo viagens e mais viagens às favelas, sendo obrigado a abraçar o povão e sentir aquele fedor de sovaco cheiro de calor humano, é simples: no dia das eleições, acorde bem cedo. Pegue aquele busão lotado e espere 1 hora até chegar na sua zona eleitoral. Lá, você terá o desafio de encontrar a sua seção, no meio das tantas filas que se entrelaçam. E ainda irá pegar um bronze no meio do solzão escaldante do meio-dia e perder umas caloriazinhas ficando em pé naquele aperto espaço restrito. Quando, finalmente, você estiver cara-a-cara com o maior símbolo da conquista democrática do nosso Brasil-sil-sil, a urna eleitoral, tcharaaaaam: invente um número qualquer e vote nulo! Sim, proteste pela cassação do seu direito de estar na praia bebendo sua cervejinha e ouvindo aquele pagodinho.
Agora, se você é brasileiro, não desiste nunca e acredita que a esperança um dia vai vencer o medo, aqui vai a nossa mensagem, como prova de que o “’Causa’, Casal!” também é democrático e sabe respeitar a opção dos amados leitores:



E a cartinha pro Papai Noel, já fez?

By Mrs. Ironia ()

23 de nov de 2008

Ironia Anônima - Momento Amy Winehouse

Ela já é figurinha "sin-grata" aqui no Causa, nossa amiguinha, Mrs. Amy Winehouse Casa-de-vinho.
Detentora de um estilo causador, sua faceta estética promove um verdadeiro fenômeno mundial! E o Brazuca não poderia ficar fora desta, os anônimos nos presenteiam com ironias fotográficas, e nós a apresentamos aqui, [ironia]querido e amado[/ironia] leitor.

Com vocês, Êmis Uanirrauzis:


Porque Amy que é Amy, tira foto no quintal...


Tia Amy! A senhora por aqui...


Diga "X" Amy!


Tão serena, minha amiga Amy...



Mamãe! Quero ser Amy!

By Mr. Ironia (♂)


22 de nov de 2008

Ironia profissional


Você aí, já sabe o que fazer com seu diploma de ensino superior depois do baile de formatura? Não, não me refiro aqui è imensa fila dos desempregados livres para o mercado de trabalho. É que o povão senso comum vem batizando alguns cursos superiores e inventando criando cursos e profissões paralelas às já existentes. Se você cursa ou já é formado em algum desses cursos abaixo, fique bem atento, pois ele pode estar passando por valiosas inovações sociais que você nem imagina. Afinal, a sociedade é dinâmica, povo meu. Dá só uma espiada:

DIREITO
“O filho do seu Zé da birosca aqui da esquina tá fazendo curso da Advocacia. Vai ser um dotô adêvogado!”

ENFERMAGEM

“Cleudilene, técnica de enfermagem, é abordada no corredor do hospital onde trabalha:
-- Enfermeira, onde fica o banheiro?
-- Primeira porta à esquerda, senhor.
Em seus pensamentos, ela agradece ao seu cartão de crédito que lhe permitiu comprar novas roupas brancas esse mês. Ah, claro, e também pagar as três mensalidades atrasadas do seu curso técnico de enfermagem.”

PEDAGOGIA


“Você faz Pedagogia né? Nossa, mas realmente tem que ter muita vocação pra ser professor de jardim de infância...”

FARMÁCIA

“Ivanildo acaba de se formar no curso de Farmácia e é surpreendido por uma proposta de emprego do seu Bira:
-- Meu filho, você não quer vir trabalhar na minha farmácia? Tive que demitir o farmacêutico que ficava no balcão...

Se você já trabalhou como balconista de farmácia, alegre-se. Isso mostra que você tem experiência e está em vantagem no mercado de trabalho. Já foi até farmacêutico!”

FISIOTERAPIA

“Ah, você é formado em Fisioterapia é? Poxa, tô precisando muito de um massagista pras minhas dores musculares...”

TEATRO
“Teatrólogo? Que diabeisso? Pensei que todo mundo que fizesse Teatro era pra ser ator...”

HISTÓRIA (TAMBÉM VALENDO PARA GEOGRAFIA, FILOSOFIA E DEMAIS “IAS” E LICENCIATURAS)

“Seu filho vai ser historiador, né?
Não senhor. Vai ser professor de História mesmo.”

LETRAS

“Lá na fila da birosca do seu Zé, a moça fala:
-- Vou fazer Letras e me tornar uma letrada.

Ai, ai... Eu sem curso de Letras já sou letrada, imagina se eu fizer, gente!

****

Quando o diploma faz acontecer:
Então é isso. Lembrando que, se você faz ou é formado em algum desses cursos, ou qualquer outro mesmo, esqueça o Doutorado, pois você já é um “dotô”.

Diploma? Pra quê?
E você que acha supérfluo ter um diploma em casa e prefere mil vezes ver a prole de bucho cheio, é só passar num brechó, comprar aquela roupitcha social e aquela maletinha, dar uma engraxadinha no sapato que você usou no batizado do sobrinho, e pronto! Surge um novo executivo na imensidão do nosso país!


Moral da história: se dinheiro não traz felicidade, o status traz.

By Mrs. Ironia (♀)

21 de nov de 2008

A caixa mágica da ironia








Quem que consegue reunir a família toda em torno dela num amistoso jantar? Quem que distrai a peste do seu sobrinho durante vários minutos? Quem que impede que a taxa de natalidade seja ainda mais alta nos segmentos rurais e guetos suburbanos? Sim sim querido amiguinho irônico. É ela, nossa deusa quadrada. A tevê nossa de cada dia...


E hoje, 21 de novembro, se comemora mundialmente o seu dia; data que deveria ter sido declarada feriado obrigatório, proibindo-se sair de casa a não ser que fosse pra casa do vizinho pra sugar um pouco da energia do mala.


Surgida para poucos no início, hoje, nos altos anos 2000, podemos dizer que o cotidiano não existe mais sem a televisão, e vice-versa... Presente em conversas das mais altas rodas da sociedade e até na fila da birosca do seu Zé aqui da esquina, onde presenciei esta singela conversa hipossuficiente:

- “Colega! Fui na inauguração daquele novo supermercado, cheguei lá 4h da manhã...” -
- “Menina! E aí?”

- “Me agarrei logo com aquela televisão que te disse... Colega, comprei ela de 10x sem juros, já tá lá no rack lá de casa, tô tão feliz, colega.”
-
- “Ai menina, eu tô até querendo trocar a minha, a bicha já tá quase pifando, e eu não posso ficar sem ver minha novela!”

- “Qualquer coisa, tu vai assistir lá em casa, colega. Menina, tu viu? A Flora...”


Há algo mais democrático que a tevê, povo meu? Figura carimbada em 11 de 10 residências, a televisão une todos os segmentos sociais, prolifera informações em riba cima da gente, leva esperança e, conduz à paz mundial a todos os corações humanos [recebi dinheiro de uma miss para acrescentar esta frase....]
E nada melhor do que algumas palavras de quem, majoritariamente, deve sua fama a esta caixinha de pandora:


Sobre a televisão...
“Ah! É um aparelho eletrodomésticoeletronico, que aparece as imagens, né? E me aparece também, né? E também que não deixa ir as criança pra iscola, né? Ela traz a paz.” [faz a pomba com as mãos]
Carlinha






“Você traiu o movimento radiofônico, veio...”

Dado Dono'dtela







“Televisão? Não assisto. Tenho Medo.”

Regina Antipática Duarte






“Nunca vi! “

Stevie Wonder






“Nem eu !!”

Ray Charles






“Oh! TV? NO No No!”
Amyninha





By Mr. Ironia (♂)

20 de nov de 2008

Loosho, Rekynte e Ironia

m
“Mamãe, eu quero um batom da Sandy!”


“Mamãe, eu quero um batom da Sandy!”


“Mamãe, eu quero um batom da Sandy!”



Aquilo ficou martelando na minha cabeça durante todo o fatídico tempo em que fiquei na fila do caixa da farmácia. Aliás, até na birosca do seu Zé aqui da esquina já tem fila... Mas a ironia de hoje não se destina às filas dos recôncavos brasileiros – ainda.
Depois de ouvir a voz da pimpolha exigindo um batom da SandyJúnior, fiquei me perguntando: quantos batons desses deve haver no camarim da atual Sra Lima Lima? O contorno impecável dos lábios da bonequinha de porcelana da voz de caganeira suave teriam o preço simbólico de R$ 5,80? Bem, reflitamos.
Se dez pirralhinhas entrando na pré-aborrecência chorarem pras suas mamis por um batom da SandyJúnior, nossa musa teen(?) já teria a verba suficiente para financiar um Batom Perfect Lipstick Velvet Rope, da Victoria’s Secret.
Tá, tudo bem que as celebrities só recebem uma irrisória fração da venda dos produtos com seus belos rostinhos estampados. E ainda tem aquelas que ajudam instituições de caridade com os lucros auferidos, né? Mas com toda a popularidade, carisma, beleza e voz perfeita da cantora, não seria difícil que ela arrecadasse os singelos R$ 59, 90 para ter sua boquinha intocável (ah, só o Lucas pode “desintocar”, né?). Afinal, ela merece, né gente?
E a nossa top-top-top Gisele Bündchen, que foi garota-propaganda da C&A, será que torrava o cachê comprando os modelitos em 8x fixas? Por falar nisso, assim que receber a primeira parcela do meu 13º vou passar lá, comprar uns presentinhos natalinos pra família e dar uma espiada nas novas peças da coleção primavera-verão estrelada pela top-top Daniela Sarahyba. Já pensou eu igualzinha a ela? Que loosho!


E vocês, papais e mamães integrantes da massa insolvente do nosso querido Brasil, já pensaram no que vão dar de Natal pra prole? Ah, sempre tem uma sandalinha da sua cantora(?) pop preferida na sapataria mais perto da sua casa. E geralmente vem com pulseirinha ou bolsinha de brinde.
As pimpolhas sorriem e soltam um “te amo, mamãe”, acompanhado de um beijo. Enquanto isso, as celebridades agradecem aos consumidores, que recheiam sua ceia de Natal. (Ah, e a dos orfanatos, asilos, creches, ONG’s...).


By Mrs. Ironia ()

19 de nov de 2008

Ironia Nominal


Darlieide, secretária de mamãe, está grávida. Darlieide vai parir dar a luz em uma "bela" maternidade construída pelo governo do estado, no bairro onde mora. Darlieide já comprou várias coisas no brechó, para o seu bebê. Darlieide já até escolheu o nome de sua prole: Obamanilson. Sim, Darlieide está antenada nas notícias mundiais, e ficou emocionada com a vitória do novo presidente do Tio Sam, tendo no íntimo a fé de que essa vitória possa significar alguma mudança positiva para o Terceiro Mundo, que por acaso, é onde Darlieide diz que mora.Ô Darlieide!

A criatividade do povo brasileiro é notória, o que não é notório é a noção dos cartório em permitir algumas, hã... digamos, excentricidades nominais. E lá vamos nós, pro top 10 da criatividade brasileira:

10. Leidi Dai

Porque escrever pronunciado é muito mais chique!

9. Milquesheiqueson

Tendência à diabetes, este menino...

8. Maycom Géquiçom

Tá, isso só pode ser proposital, como diria Quevedo, isso non ezxiste!

7. Kwysswyla

Não, não é russo, mas o pai não gosta lá muito de vogais... A pronúncia? “Quíssila”, por favor...

6. Jedai

Que a força esteja com esta criatura na escola.

5. Miquetiçon

Não leia errado, é “Maikitaiçon”, tá?

4. Letisgo

Let’s Go baby... corra pra completar 18 anos e pedir a mudança do seu nome!

3. Istiveonder da Silva

Esse vai ser fã de Jazz...

2. Frankstein Junior

Um amor de filho esse menino... – É favor trancar as portas ao dormir, senhores pais, obrigado –

1. PiR

A mãe do dito cujo queria PI... erre, conseguiu uma onomatopéia pro pequeno...



E não estamos falando apenas nas massas anônimas do Nosso Brasil Baronil, os filhotes de celebridades,nacionais ou inter, também irão ser motivo de chacota na escola [o lugar mais perverso para uma criança, já dizia “Padre Quedevo”], por suas alcunhas criativas...

Mano Vladimir – Cria de Marisa que veio do Monte

Como assim Má? E aí mano Mano?

Kal-El Coppola – rebento do Nicolas Cage

Kal-El, pra quem não sabe [é possível?] é o verdadeiro nome do famoso Clark Kent. Mas bem que o som lembra algum guri de nome Léo, sendo chamado: Vem cá Léo.. Cá Léo! [triste essa]

Pilot Inspektor - do ator Jason Lee

Meu filho vai ser piloto ta? E inspetor!

Maddox, Zahara, Shiloh, Pax – filhotes da Sra. Jolie e do Sr. Pitt

Tá, agora podem morfar gente...

---

Ai ai, e ainda dava pra ironizar tanto... Mas por hoje chega...

E você? Já rogou preces de agradecimento pelo nome que papai e mamãe te deram?

By Mr. Ironia ()

18 de nov de 2008

AS 7 PÉROLAS CAPITAIS



Existem aqueles políticos que saem da vida pra entrar na história. Outros, mesmo em vida, conseguem seus feitos brilhantes. Ou seriam ditos brilhantes? Alguns nem precisam eleger-se para terem o privilégio de protagonizar tamanho mérito. Afinal, o “Causa, Casal!” não escolheria à toa essas ilustríssimas personas se não tivessem realmente algo a dizer. Confiram:
1. GULA
“Lingüiça neles!”. (Grito de guerra do candidato a vereador Lingüiça, de Cotia/SP).

Seria um apelo ao Fome Zero, ou o candidato estaria se referindo à uma “gula” mais pós-moderna e intentado um protesto contra a homofobia? Reflitam vocês.

2. INVEJA
"O presidente da França não tem avião, o Papa não tem avião, o Lula tem quatro!" (Geraldo Alckmin, em debate com Lula).

Calma, companheiro Alckmin. É um avião pra cada continente, oras! (O Lula não lembrou do 5º continente, gente...) Assim o presidente mostra sua preocupação com a globalização, e ainda se previne de uma crise aérea!

3. LUXÚRIA
“Tudo Pela Dinha”. (Slogan da candidata a vereadora Dinha, de Descalvado/AL).

Se fosse no Rio, bastava organizar um showmício em algum Morro, com as popozudas entoando: “Eu vou pro baile pela Dinha...”. Era vitória na certa!

4. IRA
“Defenderemos nossa terra e a de nossos amigos com o uso de armas, quando necessário.” (Bush, em seu discurso de posse em 2005).

A dos amigos principalmente, né Bush? Afinal, não é fácil ter que levar a democracia pra tanto lugar do mundo... Ó vida, ó céus, ó mundo cruel...

5. PREGUIÇA
“Um livro para uma criança, é como uma esteira para alguém da nossa idade. Dá uma preguiça desgramada, mas depois de uns vinte minutos a gente vê como é importante.” (Lula, claro).

Em resumo: cada pessoa só precisa de 20 minutos para mudar sua vida. Bem que o presidente poderia escrever um livreto de auto-ajuda, né?

6. SOBERBA
“Acho extraordinário ouvir o Lula hoje em dia. Chego até a pensar: Mas esse é o Lula ou sou eu?” (FHC, em 2006).

Uau! Narciso morreria de inveja dele, gente!

7. AVAREZA
"Eu mantenho todas as declarações erradas que fiz." (Lulinha, fazendo birra).

Lembram quando papai e mamãe dizem: “se eu errei foi tentando acertar.”? Pois é. O que vale é a intenção.


Estas sim, são figuras imortais! (Ironia, 8º Pecado Capital).
By Mrs. Ironia ()

17 de nov de 2008

Pagou, levou!

Vende-se. Na caixa, totalmente lacrada. 20 anos de conservação. Prazer garantido, ou seu dinheiro SEM volta.

Bem que esta poderia ser a propaganda da Modelo Italiana Raffaela Fico. A garota "fica", no sentido lato sensu da palavra, pela irrisória quantia de 1 milhão de Eurozitos, alimentando a fantasia de algum marmanjo de tirar sua "pureza"...

Virgem Virgem, uma palavrinha que no tempo de vovó Mafalda era tão cultuada, pelo menos para as mocinhas da época. Claro, sempre existiu aquela moiçola mais "pra frente", querendo experimentar o que tem ali por baixo dos panos, mas a tal moiçola já pegava a fama: - lá vai a potranca...


O tempo foi passando, revolução sexual na cabeça, a virgindade foi ficando careta... Claro que existiu também aquelas moiçolas mais recatadas, querendo preservar-se para o príncipe do cavalo branco [que no final das contas, dava umas boas estancadas, e rolava pro lado, dormindo]. E o povo já falava: - Ih... só quer ser Sandy...


E agora, plena era pós-pós-moderna, vemos garotas vendendo seus hímenzinhos para custear seus luxos capitalistas. Como assim Bial?


Se isso virar moda, poderemos ter um retrocesso sexual! Milhares de jovenzinhas se mantendo puras para posterior venda de suas nuances... O mercado dos hímens solitários.

Caroline Miranda Sobrinha da Gretchen, protagonista[?] da proeza: Dei o * Fiz pornô e continuo virgem

E quem tiver hímen complascente, comofas? Vai poder lucrar várias vezes!! [alguém por aí querendo um empresário no ramo?]

By Mr. Ironia ()

Momento não-irônico

*Post Especial*

Seguinte amiguinhos irônicos da nossa rede mundial de computadores predileta, entramos numa campanha bacaninha do mundo blogueiro.

NANOBLOGS!

Sim! Ainda somos Nanonanonano, mas como dizem por aí, de nano em nano, o galináceo enche o papo, então tá...

Funciona assim: através do site Nano Blogs, incorporamos uma "barreta" na navbar do Blog que vos fala. Nesta barra, aparecem outros nanoblogs [com menos de 1000 visitinhas diárias], onde o príncipio regedor é o seguinte: visita eu que tô aqui na barrinha!
Tá, num entenderam nada? Então deixa o tio nano-fundador-criador-original te explicar:

É mando favor clicar aqui:


By Mr. & Mrs. Ironia

16 de nov de 2008

Ironia anônima: um ESAGERO de comunicação!

É, como diria Mr. Ironia, a expansão das “câmeras digitais a preço acessível” revolucionou o mundo virtual. E, claro, como a pós-modernidade tá aí, pra quê pudores? Que o diga o Sr. Orkut, grande mestre dos esageros de caras e bocas, e agora, do futurismo lingüístico. É ver para crer:


Ora, quem aqui numca exageirou alguma vez? A linguagem é dinâmica, não é? E se você faz o tipo conservador, é bom ir logo se adaptando à nova unificação das línguas que os sites de comunicação estão propiciando. Esqueça tudo que você aprendeu na escola (ou seria “iscola”?) e faça parte da revolução dos esagerados/exageirados! Vamos protestar contra todas as regrinhas gramaticais que nos fizeram criar rugas de preocupação e sempre nos impediram de viajar nas férias por causa da bendita recuperação. Abaixo o Soletrando e o Aurélio, grande déspota da linguagem moderna. E viva a pós-modernidade, meu povo! (Nossa bandeirola é emblemática: Ordem e PROGRESSO!)

Homenagem póstuma ao grande compositor Cazuza: “Esagerado, jogado aos teus pés, eu sou mesmo Exageirado, adoro escrever complicado...”

[Pai, perdoai-lhes, eles não sabem o que escrevem!]

By Mrs. Ironia ()

15 de nov de 2008

Ironia Felina

Já avisando, nem os gatos escapam por aqui... e acho que Mrs. Ironia vai adorar esse post, ela odeia felinos!

Tá, não é intriga pessoal, vejam as notícias abaixo, que têm os bichanos como protagonistas.

"Porque beleza é algo que vem de dentro, e bem de dentro..."

"Nestes tempos de recessão, fikádica!"


"Me pagava que eu miava, tia!"


Qual deles será o Obama, gente?



E só, tchau!


By Mr. Ironia ()

14 de nov de 2008

Como ser ironicamente correto


Após mais uma noite em claro (não, nós não estávamos conversando, nem tampouco falando sobre as "outras"), Mr. Ironia resolve acender o seu cigarrinho de todo dia (só não me perguntem se era Marlboro, Free ou Hollywood), e, por acaso, eis que me deparo com o curioso aviso simbológico em sua carteira, talvez já bem conhecido entre as rodas de fumantes, ativos e passivos:



[Eu jurei pra ele que, caso ficasse impotente, eu declararia greve de sexo!]
Daí lembrei-me de uma frase, sempre colocada com letrinhas minúsculas no cantinho inferior esquerdo do televisor, toda vez que o horário comercial cede espaço a uma daquelas propagandas protagonizadas por Zeca Pagodinho (garoto-propaganda oficial), Aline Moraes ou a ex-vocalista do Babado Novo. Já sabem de qual "advertência" me refiro? É, apesar do minimalismo das letras, a frase ninguém esquece: "Aprecie com moderação".
Ora, o aviso foi dado, caros consumidores do ramo da cevada. E quem não conseguiu ler as letrinhas, mesmo colando a cabeça na tela da TV, azar. Talvez seja a hora de fazer aquela visitinha ao oftalmologista e trocar as lentes...
A verdade é que eu ainda não vi um "aviso" que cumpra melhor a sua função social do que aquele que fica lá embaixo, no dorso das capas de cd's e dvd's piratas genéricos: "Pirataria é crime. Denuncie já! Ligue grátis: 0800 XXXXXX". Nada mais politicamente correto. O pirateiro copiador de produtos originais demonstra que tem consciência social. Cada um é livre para fazer sua denúncia; o número tá ali ó, é só ler as letrinhas miúdas (quando não vem um traillerzinho antes de começar o filme. Ops... Erro de edição?)
Eu conheço muita gente politicamente correta. Muita mesmo. Até encontrar um vendedor ambulante bem ali na esquina com aquele lançamento do mês (que muitas vezes ainda nem chegou aos cinemas de todo o Brasil) sendo comercializado por uma simbólica quantia de R$2,00! Ah, isso quando a "Internê" não lhe possibilita ficar em casa, sentado em sua poltrona reclinável, só acompanhado quantos MB ainda faltam para completar o download.
-- Por falar nisso, o que vamos assistir hoje, amor?

Bom, daqui a pouco (e que não sirva de sugestão) vai ter top model desfilando a la Gisele Bündchen, com seus belíssimos casacos de pele, e, ao fundo (com letrinhas minúsculas, claro), o "aviso", bem ecologicamente correto: "Um apelo em favor da biodiversidade: preserve as chinchilas dos Andes da América do Sul!".

By Mrs. Ironia ()